Não somos obrigadas

Uma vez, uma amiga me disse que o pior calhorda é o calhorda educado.

Eu concordo. Ele é o mais difícil de identificar, e, mesmo após identificado, é aquele ao qual temos mais dificuldade para reagir.

Aprendemos a sorrir quando não queremos, a dar atenção para pessoas cuja companhia nos repele, a desrespeitar nossos instintos e trair nossos sentimentos, a quase nunca dizer não; e, quando dizemos, antes disso temos de pedir desculpas, como se não querer fosse uma afronta ao outro. Os sentimentos dele, afinal, valem mais que os nossos. Tudo por causa da bendita “educação”, que não passa de condicionamento social para suportar o insuportável.

Com essa cultura, como lidar com alguém que está sempre perto, muito perto de nos irritar, mas nunca passa daquele limite em que as atitudes se tornam claramente ofensivas? Como lidar com o calhorda educado, que não pisa fundo no calo, mas dá um sorrisinho toda vez que ameaça pisar?

Foi por meio do meu contato com outras mulheres, mais vividas, seguras de si e conscientes do próprio valor, que aprendi uma coisa simples: não sou obrigada. Apesar do condicionamento social, não sou obrigada. Apesar de ser mulher, apesar de ter sido treinada para sorrir, apesar de ter sido ensinada a modular a voz para soar mais doce mesmo quando rumino o amargo do desconforto, não, eu não sou obrigada. Meu único dever é o respeito, aquela via de mão dupla. O resto é teatro, é maquiagem, aquela coisa que as pessoas esperam que as mulheres usem, mas os homens, não. Quero dizer: só mais uma dessas muitas coisas.

Há quem queira nos obrigar, sempre haverá; mas não obrigar a mim mesma é libertador. O feminismo me ensinou isso. Não o feminismo acadêmico, teórico, restrito. O feminismo da web, o feminismo da rua, o feminismo de mina pra mina, de mana pra mana, discutido e praticado por cada vez mais gente que, como eu, não aceita mais ser obrigada.

Muito obrigada.

Anúncios

Um comentário sobre “Não somos obrigadas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s