The Blind Assassin

Li o trecho aqui, gostei, traduzi.

“O lar é onde está o coração, pensei agora, recompondo-me na Lanchonete da Betty. Eu não tinha mais coração, este havia se partido; ou não se partira, só não estava mais lá. Fora habilmente retirado como a gema de um ovo cozido, deixando o que restou de mim exangue e gelado e oco.

Não tenho coração, pensei. Portanto, não tenho lar.”

“Home is where the heart is, I thought now, gathering myself together in Betty’s Luncheonette. I had no heart any more, it had been broken; or not broken, it simply wasn’t there any more. It had been scooped neatly out of me like the yolk from a hard-boiled egg, leaving the rest of me bloodless and congealed and hollow.

I’m heartless, I thought. Therefore I’m homeless.”

― Margaret Atwood, The Blind Assassin

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s