O corpo estranho

Esta aconteceu há alguns anos, mas, conversando com uma colega hoje, relembrei.

De manhã, maridoffmann acordou, foi à cozinha, tirou duas canecas do armário, colocou Nescau e leite, misturou e levou para o quarto. Entregou uma para mim.

Bebi. Senti uma textura estranha na boca. Seria nata? Mas era leite desnatado… Pus o dedo na língua e tirei aquele corpo estranho. Era uma lagartixa, vivinha da silva sauro.

Fiquei pensando que eu poderia tê-la mordido, machucado, matado, e que o sangue e as tripinhas teriam se espalhado pelo interior da minha boca ovolactovegetariana.

Além disso, ela provavelmente tinha passado a noite dentro da caneca. Sei lá o que mais havia aprontado ali (e eu posso ter engolido parte do resultado das suas artes noturnas).

Felizmente, a lagartixa se salvou. Lavei-a na pia da cozinha, tirando a cobertura de chocolate, e a deixei lá para ela escolher aonde ir depois.
O café da manhã também ficou na pia, é claro.
E desde então, crianças, só usamos copo de vidro.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s