Onde há amor

Hoje vi uma mulher trans* na fila do caixa no mercado. Desculpem se parece grosseiro afirmar que era uma mulher trans* e não simplesmente uma mulher. É que havia algumas características físicas específicas que me levaram a essa conclusão, e isso importa para este relato.

Só queria dizer que eu a vi ser atendida pela funcionária com a mesma gentileza com que meu marido e eu fomos, e isso me deixou feliz.

Lembro-me de um dia sair cedo de casa para o trabalho, há uns 15 anos, e encontrar uma moça trans* na rua. Perguntou se eu poderia completar sua passagem de ônibus. Faltava pouco, pude ajudar, ajudei.

Já tentei falar com várias pessoas, mas não sei por que ninguém para pra falar comigo  disse ela com um sorriso sem graça.

Gente esquisita respondi.

No bairro onde eu morava, havia um ponto onde várias pessoas trans* se prostituíam à noite. Nunca havia parado para pensar na vida que elas levavam. Elas eram “o outro”. Mas no dia em que a moça saiu de casa cedinho e pediu ajuda para pagar o ônibus, talvez para uma entrevista de emprego, consulta médica ou qualquer outra coisa comum, parei e pensei. Ela não era o outro. Ela era exatamente como eu.

Diante de todo o ódio injustificado que as pessoas trans* enfrentam, quando vejo uma delas, meio que automaticamente fico alerta, imaginando se ela precisará se defender de alguém e se estará ao meu alcance ajudá-la.

Se EU sinto medo, imagine elas.

Mas o mundo está evoluindo (está?). Quero acreditar que ainda existe respeito. Que onde há respeito falta pouco para o amor. E que onde há amor a gente pode tudo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s