I’m only happy about my new obsession

Originalmente publicado no extinto GNTD – Garotas Nerds Também Dançam em 6/12/2009.

Zoe Jakes & Rachel Brice.
Estudo tribal fusion há menos de 6 meses, portanto estou a anos-luz de ser uma entendida no assunto. Mas paixão nova é sempre estimulante e a gente quer saber tu-do sobre o objeto da nossa obsessão. Desde que meti o pé no planeta dança, descobri diversas bailarinas que se tornaram referências para mim. Não é que elas sejam as melhores do mundo, mas certamente estão entre elas. Não pretendo menosprezar de maneira alguma o trabalho de outras deusas tribais, mas este post é uma questão pessoal. Cada uma com seu estilo, visual e atitude, elas capturaram completamente minha atenção. Zoe Jakes mistura o tribal fusion “clássico” (se é que dá pra chamar assim) com movimentos levemente robóticos, dando os chutes e rodopios mil que já fazem parte do seu estilo hipnótico. O grupo Urban Tribal, encabeçado por Heather Stants, mostra impressionante sincronia com um figurino minimalista e uma coreografia que lembra muito a dança contemporânea. Dusty Paik mistura ritmos mais modernos, como hip hop e street dance, a um ótimo trabalho de braços e movimentos que parecem um vídeo em rewind. Nanda Najla (brasileira!) arrasa com seu bellytango, que, como sugere o nome, faz a fusão entre a dramaticidade do tango e a sensualidade da dança do ventre. Aubre Hill cria em seu fosse fusion uma coisa única, dramática e empolgante, com um visual charmoso e, gente, a muié abre esparcate a prestação e fazendo ondulado de ventre :-S.

Mas dizem que uma imagem vale mais que mil palavras – imaginem então imagens em movimento. Confiram e babem. 😉

Zoe Jakes

Urban Tribal

Dusty Paik

Nanda Najla

Com o parceiro Carlos Clarck, fusion e tango clássico numa só apresentação

Aubre Hill

Por enquanto meu camelinho tá manco e meu oito egípcio tá mais pra paraguaio, mas eu chego lá. 😉

Anúncios

5 comentários sobre “I’m only happy about my new obsession

  1. Que lindo, encontrar uma ÓTIMA escritora que dança tribal! Também sou bailarina de tribal. É ótimo para exaltar a criatividade! Mila, você é um achado. Queria conhecer alguém como você. Parabéns por entrar na dança, desejo toda sorte e conhecimento pra você. Abraços!

    • Pô, Kali, assim eu fico sem graça… rs!
      Esse post é um “re-post” (rs) do meu antigo blog de tribal. Não quis mexer nadinha nele, mas, na verdade, está desatualizado: agora já faço tribal há 1 ano e meio. Ainda me considero crua. Poderia estar dançando muito melhor agora se não passasse muito mais tempo escrevendo do que dançando, rs! Mas não tenho presssa, faço porque gosto e vou me apresentar no momento em que sentir que devo.
      Muito obrigada pela sua visita ao meu blog e pelas suas palavras. 🙂
      Beijão!

  2. Eu amooo dança tribal! Só que não tive oportunidade de dançar uma coreografia, eu faço dança do ventre, e dancei magia oriental e dança havaiana. Acho maravilhoso, muito sedutor e envolvente! =)

  3. Absolutamente perfeita e completaaaa!
    Olá … minha filha Brenda faz ventre e tribal … amooo a dança e a filha ta indo pro mesmo caminho… ela amouuuu seus videos.. parabens.. mta luz pra ti e sucesso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s