ODEIO sapatos. Mas… ;-)

Quem convive comigo sabe que, no que toca a sapatos, não sou bem o que se espera de uma mulher. Eu ODEIO sapato. Na minha caixona (sim, é uma caixa só, exceto pelas 2 caixas nas quais guardo meus 2 únicos pares de botas) só tem tênis e sandália rasteirinha (ou “chinela”). Por que isso? Tenho várias restrições contra calçados. Para abrir rapidamente o leque de contras: 1) só uso coisas confortáveis, que permitam longas caminhadas; 2) não sei andar de salto nem tenho vontade de parecer mais alta; 3) não uso acessórios de origem animal e a maior parte dos bons sapatos é feita de couro; 4) não tenho um fetiche que justifique uma coleção de pisantes; 5) não sei combinar essa baciada de modelos e cores; 6) não tenho saco para me produzir no dia a dia, então o combo blusinha+jeans+tênis tá é muito de boa para mim; e 7) sou bem sovina.

O conceito se estende a bolsas. Não tenho saco para escolher uma bolsa diferente todo dia, tirar tudo o que está dentro da de ontem para socar na de hoje e ainda por cima combinar com o resto da roupa. Nessas horas eu simplesmente não consigo não ser um menino (rs!). Só uso mochila em formato “limbo”, isto é, onde haja espaço infinito para carteira, nécessaire (uia, eu uso maquiagem!), 2 celulares (um dia eu explico), guarda-chuva (pedestre escolado não sai de casa sem ele), jaqueta (não existe previsão do tempo correta em Sampa) minha inseparável garrafa d’água, o livro que eu estiver lendo na ocasião e a batelada de trabalhos que vivo pegando por aí. Para quem praticamente viaja pela cidade, o negócio é mochilar mesmo – e eu só compro uma mochila nova quando o fundo da velha rasgar além de qualquer conserto. Sério. Sou vaidosa e tenho meu estilo, mas para os padrões vigentes da moda acho que sou uma mulherzinha meio largada. Sonho com uma ordem mundial em que situações sociais nas quais não se pode usar tênis & mochila sejam abolidas. ;-D

Mas – e eu sou a própria encarnação do mas – quando desço a Brigadeiro Luís Antônio em busca de trabalho numa editora lá em baixo, na Bela Vista, eu deveria andar com uma daquelas viseiras de cavalos, pois por todo o caminho a tentação espreita e cutuca a drag queen que hiberna em mim! Descer uma avenida repimpada de lojas de peças estilosas em promoção é demais para a cabeça desta que vos fala. O mesmo vale para as lojinhas das estações de metrô, onde ontem fiz um rapa inédito. 😛

Comprei 1 blusinha cinza básica com decote diferente (R$ 25,00), 1 blusa de gola alta preta dessas coringas, para se usar por baixo de tudo no inverno (apenas R$ 16,00), 1 shortinho molenga que imita pano de alfaiataria (elegância + conforto é tudo que eu quero nesta vida, R$ 25,00) e 1 vestido longo de listras horizontais (R$ 25,00), que surpreendentemente fica lindo na baixota aqui e não engorda (rs!), tudo no metrô Barra Funda, en passant, naquelas lojinhas de roupas modestas. Tem muita porcaria, mas também há coisas legais. A ti, moça cool wanna be & unha de fome feito moi, reocmendo o garimpo. Porque você merece e, de vez em quando, ATÉ EU MEREÇO! Confesso, deu vergonha. Mas não arrependimento. Pois, consumidora esperta que sou, não comprei peças supérfluas, somente aquelas que sei que vou usar com facilidade e frequência. E para cada peça comprada vou me desfazer de outra em bom estado que esteja esquecida no armário e possa ser aproveitada por quem dela precise. Faço isso todo ano, mesmo que não compre nada, porque a besha aqui é enjoada, mas racional. Consumo consciente, né, meu povo? 😉

Mas o ponto alto das compritchas foi na Di Fiori, loja de sapatos na Brigadeiro. Peraí… sapatos? Sim! E nada de tênis desta vez! Quando desci a rua vi aquela coisa que eu queria há quase 15 anos, must-have total, e na volta do meu cliente tive que pelo menos entrar para experimentar, nem que fosse para dizer: blé, aperta meu pé, eu nem queria, valeu? Era algo que eu havia desistido de caçar por ser difícil de achar e porque provavelmente era desconfortável, caro e feito do couro de um bicho… mas não era nada disso! Custou módicos R$ 50,00, é baixinho, sem salto, confortável, sintético e luzidio feito a roupa da Mulher-Gato (Michelle Pfeiffer, evidentemente). Meu sonhado sapatinho gangster-like, iei!

Parece este que achei na web, só que em versão mais delicada:

Meninas, quem estiver a fim de sapato, VÁ A ESTA LOJA! Não, eu não ganho comissão, vivo da gratidão de amigas peruas. ;-D Lá tem de um tudo, do tênis para trilhas (iei!) ao escarpim, da rasteirinha à bota, do mais barato, em liquidação, até o mais caro e da sapatilha simples e modesta até a mais funambulesca plataforma fluorescente da Lady Gaga (eu, hein). Para vocês sentirem o nível da piração, só na moda gângster havia desde versões lady, tipo esta:

Até versões drag queen deste naipe:

OK, o fecho em forma de soco inglês a Di Fiori fica devendo, você só acha online aqui e eu não compro roupa/acessório na web nem ferrando, porque não rola provar. Mas, porra, tem sapato pra todos os gostos. Colaê, mulherada.

A única brochada do caso foi minha irmã Daniela, antenada e fashion até a falange distal do dedo mindinho do pé esquerdo, me informar que tá usando muito esse tipo de sapato agora, tem até Melissa nesse estilo. Eu ODEIO tá usando. Quem tá usando vai fazer o quê com o modelitcho quando o tá usando estiver usando outra coisa?! Mas quer saber? Tá usando é para quem não tem estilo próprio. Eu quero esse raio de sapato desde que tinha 16 anos e vou continuar usando o bendito quando ninguém mais estiver! 😄

Anúncios

11 comentários sobre “ODEIO sapatos. Mas… ;-)

  1. Nossa, amei o sapato, sério.
    Mas, vou ficar só no love, já que não deve ter, evidentemente, um 31 perdido por lá.
    O único calçado que me arrisquei a comprar 33 foi o coturnão.
    Concordo com o post em gênero, número e grau, e não tenho vergonha de comprar em lojas do Brás, ou na feirinha da madrugada, ou nos lojões populares da vida.
    Mesmo gostando de moda e tendências, a minha roupa me acompanha, e não o contrário.
    Ando numa fase menos darkside.
    Por enquanto.

    • “A minha roupa me acompanha, e não o contrário.”

      GAMEI em você agora, Rô!

      Frase mega-istáile do dia, da semana, do mês e, se pá, do ano.

      Olha, 31 não sei se tinha, mas já fiquei bastante impressionada em ainda encontrar, em plena liquidação, modelos 34 e 35.

      Beijos!

  2. Pois é, vc comprou os sapatinhos Oxford que tão na moda já faz alguns meses! Mas não vá deixar de usar algo que vc gostou muito só pq tá na moda AGORA, aproveita pra sapear os diversos modelos, quem sabe encontra outros do seu gosto e já aproveita e compra, pelo menos vc vai ter uma coleção que sempre quis. 🙂
    bjos

    • Meses?! Pra você ver como eu “reparo” nas vitrines…

      Não vou deixar de usar, não, ao contrário, vou continuar usando quando geral parar! 😄

      Mas colecionar continua fora de cogitação. Meu cérebro não assimila tantas opções de sapato. Um só do estilo já tá ótimo. 😛

      Beijão…

  3. Ah se toda mulher fosse assim, o planeta e as gerações futuras agradeceriam, parabéns pelo bom gosto e pela consciência social, tô curtindo muito conhecer esse perfil paulistana intelecutal descolada, muito diferente do que se vê nos shopings de Campinas

    • Silveira, algo me diz que shopping center não é o melhor lugar para ver criaturas intelectuais descoladas… rs! Se você procura observar essa espécie em seu habitat natural, acho que terá mais sorte em livrarias, cafés filosóficos e lojas de moda alternativa! Rs!

      Obrigada. 🙂 Eu não sou muito de gastar, principalmente por impulso; creio que é também uma questão de temperamento, não apenas de consciência. Mas não quer dizer que eu seja completamente imune aos encantos do mundo do consumo. Por exemplo, tenho uma pequenina coleção de broches de flores, coisa da qual aprendi a gostar depois que comecei a dançar tribal fusion.

      A dança tem esse poder de despertar a vaidade estética de quem nem sequer imagina que a possui!

  4. Olá quero muito o sapato da primeira foto é pra uma pessoa mt especial
    como faço pra estar indo ate a loja grata larissa

    • É só digitar no Google o nome da loja que eu indiquei e escolher endereço mais próximo para você, Larissa.

  5. Hahaha. Também detesto sapatos, por uma pá de motivos. Não sou a única xD. Acho os sapatos femininos muito desconfortáveis, comprimem demais dedos e eu que tenho o pé grande (calço 42) aí já viu. Salto nem pensar, mesmo que fiquemos mais sexys. Mas a saúde vem em primeiro lugar pra mim. O resto é resto. Sapato feminino tradicional é tortura. Engraçado que dos homens são bem mais confortáveis. Pq pra mulher calçado tem que ser torturante?

    E o engraçado é que o único modelo de sapato que me agradou pelo conforto e estilo é justamente os Oxfords e o sapatênis. Show. Se eu não tivesse os pés tão grandes, compraria um desses Oxford pra ir trabalhar (mesmo que atraia os olhares dos curiosos).

    Sério, não entendo como muitas mulheres tem milhares de pares de sapatos. Eu só tenho 1 par de tênis e gostaria de ter no máximo mais três, uma pra cada ocasião. Também adoro tênis daqueles com amortecedor, ajuda muito nas caminhadas. Pena que no meu número é muito difícil de achar =/
    Enquanto nos EUA tem muita variedade e preços baixos. Mas manda importar pra cá pra vc ver o preço que fica…… ÊÊÊ Brazill zil zil

  6. Olá! Adorei o texto! Sem o dúvida o sapato é lindo, mas o que vc achou da qualidade? Eu não sou muito de comprar, e quando compro espero que as coisas durem algum tempo. Como não conheço a marca e estou namorando a vitrine da loja, queria saber sua opinião. Obrigada 😉

    • Oi, Michele!
      Na verdade, esse texto é antigo e eu dei o sapato há muito tempo, praticamente novo. Como meu pé é meio torto (rs), pouquíssima coisa fica confortável em mim, e eu gosto muito de caminhar, então, já viu… Não sei te dizer se ele é durável, mas provavelmente é confortável para um pé normal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s