Você quer respeito? Então, toma!

Escrevi este texto informal para uma pessoa específica, mas como acho que serve pra muita gente – inclusive pra mim -, resolvi postar aqui. Quem sabe não serve pra você também? Com os devidos ajustes:

Frequentemente tenho a impressão de que mereço mais respeito do que estou recebendo – afinal, o mundo está infestado de gente mal-educada, invasiva, sem noção nem conserto. Três coisas são boas pra gente se livrar dessa sensação – pelo menos, é o que funciona pra mim:

A primeira é simplesmente importar-se menos com o que as pessoas pensam de você. Se seu medo é que te tratem assim ou assado por fazerem um julgamento errado de você, a não ser que sejam pessoas importantes que exercem influência sobre sua vida (seu chefe, por exemplo), o que elas pensam simplesmente não é importante. Claro que a gente tenta passar a melhor imagem possível, mas mesmo com esse esforço é impossível controlar o que os outros pensam intimamente. Entende isso? Se é impossível, pra que ligar tanto? Relaxa.

A segunda é tentar analisar friamente se as pessoas estão mesmo te desrespeitando ou se estão só praticando contigo algum comportamento ou brincadeira que praticam com todo mundo: isto é, você não está recebendo nem mais nem menos respeito que qualquer outra pessoa ao seu redor, apenas a mesma dose. É claro que você não é obrigado a engolir esse tratamento, se ele realmente te incomoda, só porque outros engolem. Nesses casos, a frieza e o distanciamento são o melhor remédio. É simples: fique longe de quem te faz mal. Valeu?

A terceira é avaliar se não é você quem está pedindo demais – ou confundindo respeito com outra coisa, que as pessoas não têm pra te dar. Às vezes, somos admirados, queridos e solicitados. Às vezes, simplesmente não somos – pelas pessoas que mais queríamos conquistar. Isso não pode ser forçado. Se você tentar forçar, aí, sim, deixa de merecer respeito, porque demonstra estar tão desesperado por aquela atenção que consegui-la se torna mais importante do que preservar seu amor próprio. Você começa a invadir o espaço do outro, exigir e suplicar por algo que não foi oferecido espontaneamente. Ninguém gosta disso. Ninguém respeita isso. Nem eu. E você também não respeitaria! No máximo, teria pena. E não estou dando lição de moral, estou falando de coisas que, com um pouco de semancol, eu poderia ter aprendido mais cedo, mas só aprendi bem tarde na vida, na base da porrada.

Em resumo, procure pensar menos no que os outros estão pensando e fazendo e concentre-se em você. Nada é mais respeitável e atraente do que uma pessoa que presta atenção a si mesma e às suas próprias atitudes sem exigir que os outros girem em torno dela – e sem implicar, nesse amor próprio, um desamor ao outro. Os outros são importantes. Mas você é mais. 😉

E agora que falei como uma autêntica escritora-pentelha-dona-da-verdade-autora-de-auto-ajuda, encerro o post. Se cuida e desencana! Falou?

Anúncios

21 comentários sobre “Você quer respeito? Então, toma!

  1. ggggggggggggggggoooooooooooooooooooossssssssssssssssssssssssssssssstttttttttttttttttteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
    Camila, muito bom.

  2. É isso aí, Mi.
    Respeito, quando a educação falha em dar, temos que impor batendo o pé.
    Exigir respeito tem muito a ver com autoestima. Perante uma pessoa que não se defende, que simplesmente se deixa desrespeitar, resta a pena, a piedade, ou mesmo a raiva.

    Respeito é cultural. É pessoal. Respeito é para os outros e consigo mesmo.

    E acho que se você reunisse esses pensamentos em uma espécie de livro de auto-ajuda, venderia bem!
    Infelizmente ganharia aquele rótulo maldito: “auto-ajuda”
    Mas até aí a gente respeita 🙂

    Beijão

    • Pois é, flor. Quando alguém se joga no chão e se faz de capacho, a gente acaba pisando em cima mesmo. :-S

      Ah, e você me deu uma boa idéia! Não ligo pra rótulos. Vendendo bem, que mal que tem? Rs!

      Beijão…

  3. Cara…texto simplesmente perfeito! Vou até te colocar na minha lista de links. Você falou tudo agora.

    Parabéns, realmente o texto também serve pra mim hahaha

  4. Amei! Esse texto devia ser lido por muita gente. E realmente serve pra muita gente. Nega, a melhor forma de aprender essas verdades da vida é vivendo mesmo… ninguém consegue ensinar essas coisas pra gente e gurus transcedentais cinematográficos não estão dando sopa por aí nas esquinas. rsrsrs
    Falou e disse.

    • Que legal te ver por aqui, preta!

      É verdade, a gente aprende muito com a vida. Só fico triste que às vezes a ficha demore tanto a cair. Especialmente pra mim. :-S

      “Gurus transcedentais cinematográficos” foi ótima, huahahah!

      Beijão…

  5. Gostei desse seu texto, realmente mostra uma lição de vida que pode ser útil para lidarmos com os outros e com nós mesmos. Valeu!

  6. Sabe, na maioria das vezes, me preocupo mais com o mundo do que comigo mesmo, sem pensar se sem mim o “mundo” no mínimo não seria o mesmo. Valeu as dikas. Você tem estilo, acho que ja te falei isso, saber escrever e passar o que pensa é mais uma de suas lindas artes

    Beijo

    Paulo

  7. ADOREIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII
    VC MANDA MUITOOOOO ESPERO QUE VC POSSA GANHA A VIDA COM ESSA SUAS PALAVRAS E LIVROS VC NAO É GROSSA VC SO FALA A VERDADE PARABENS ADOREIII
    ASS:ISAQUIEL DE BRASILIA

  8. Olá Camila, quanto tempo!

    Resolvi passar aqui para tomar uma outra dose dos seus textos. Este post vale alguns anos de terapia, pelo menos me lembrou dos tempos em que fiz a minha.

    Vou lá agora ver suas fotos de Roma.

    Um abraço,

    Malu

  9. Camila, concordo totalmente. Como dizia a minha avó: não deva nada para ninguém, assim é mais fácil não se preocupar com o que os outros pensam de você. 🙂

  10. Olá,voce é uma ótima escritora seu texto é uma grande lição.Toda sorte do mundo,que Deus te abençoe muito. Beijão,tcha,que massa ache um chara que numca achei com as letras certas,ISAQUIEL. ISAQUIEL de São Luís de Montes Belos-GO

  11. Realmente é tudo que qero praticar!
    Chego a ser tao boba q as pessoas falam coisas de mim q eu se quer fiz,e o pior me condeno como se tivesse feito! Nw consigo impor minha palavra sabe ! Eh estranho mas é assim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s