Então você quer ser ilustrador(a).

Recebo alguns e-mails que variam no discurso mas fazem a mesma pegunta: Como faço para me tornar ilustrador(a)?. Pedem-me que conte minha experiência, que cursos fiz, o que recomendo. Não sou a pessoa mais adequada para responder a isso – há profissionais mais experientes e articulados para a tarefa. Mas, já que perguntaram para mim e eu não sou de ignorar ninguém, segue aqui uma resposta-padrão que envio às pessoas. Afinal de contas, as palavras podem ser diferentes, mas as dúvidas são quase sempre as mesmas. 🙂

Olá! Ilustração não é uma profissão fácil, mas não há profissões fáceis. O que dificulta essa carreira no Brasil é principalmente o fato de ser pouco conhecida, sem regulamentação e portanto pouco respeitada. Tem cliente pedindo desenho a “dé real”, alegando absurdos do tipo “isso é um dom que Deus te deu, você devia fazer de graça” ou “ainda é muito eu ter que pagar, meu sobrinho faz isso aí por uma pizza”. Enfim, é um mundo de profissionais pouco compreendidos e infestado por pestes como “sobrinhos” e “micreiros”, que acham que, por saberem fazer uns gradientes e Layer Effects no Photoshop, já podem ser ilustradores. Eu amo Photoshop e artes digitais, mas é preciso mais do que isso. É preciso criatividade, planejamento e empenho.

Mas nem por isso ser ilustrador é uma profissão ruim. Ao contrário, há muitos profissionais bem pagos, extremamente respeitados, tanto por clientes como por colegas, verdadeiras inspirações para nós, que ainda não somos ninguém. No Brasil, destaco caras como o mestre completo Alarcão, que dispensa comentários; o clássico Benício, rei das pin-ups; Cárcamo, senhor das aquarelas que nasceu no Chile mas mora e trabalha aqui; Kako, prodígio dos vetores reconhecido internacionalmente; a fashion Fernanda Guedes, conhecida por suas ilustrações estilosas e modernas; Ricardo Antunes, artista versátil e engajado que no momento vive em Portugal, de onde publica online a Revista Ilustrar, feita gratuitamente por ilustradores para ilustradores; o exótico Samuel Casal, que manda pau tanto no vetor quanto na gravura; Hiro, responsável pelas ilustrações das bandejas do McDonald’s, que todo mundo conhece e curte. Enfim, há muitos outros nomes de peso e não é justo que eu mencione só esses, mas este texto não teria fim e esses caras estão no topo da minha lista pessoal de feras brasileiras. Visite seus sites. Você vai se maravilhar com o trabalho deles, caso ainda não os conheça.

Para se estabelecer na área, o profissional tem que ser ou muito versátil – capaz de desenhar lindamente qualquer coisa que o cliente peça, do jeito que ele pedir – ou criar um estilo único, tão distinto e cheio de personalidade que, quando o cliente te contratar, ele vai querer exatamente aquele trabalho que só você poderia fazer. Pode fazer as duas coisas também, se levar jeito. Eu tenho meu próprio jeito de ilustrar, mas a maior parte dos trabalhos pagos que faço pede outros resultados. (Atualização em 25.05.2012: Hoje, estou um pouco afastada da área de ilustração. Continuo atuando nela, mas não tenho mais procurado ativamente por isso. Tenho focado minha busca por trabalho em minha outra profissão – escritora/preparadora/revisora de textos. Com isso, e contando com alguns anos de carreira agora, só tenho feito ilustrações de que eu realmente gosto e no estilo que é o meu, principalmente capas de livros. Hoje, eu só desenho o que quero. A dedicação compensou.)

Alguns exemplos de trabalhos diferentes:

Trabalho que fiz para a escritora Rita Maria Félix no meu estilo com nanquim. 03_Rita Ilustração de abertura do jogo para celular BlackJack Max; o cliente, Microways, me deixou fazer do meu jeito, desde que o apelo visual fosse bem forte (sim, pode olhar para a peitaria da moça de rosa). Black Jack Este, fiz para a agência Casanova em estilo definido por eles. genios Tem que se empenhar bastante para se aprimorar sempre e, de preferência, se relacionar com profissionais mais experientes na área, que podem te tar toques a respeito de como e quanto cobrar, como lidar com os clientes etc. Isso porque a maioria dos ilustradores é freelancer, especialmentre no Brasil. Ser freelancer é bom, porque não tem patrão nem horário fixo. E é ruim, porque não tem garantia de trabalho e ganho mensais. É uma vida que cai como uma luva para alguns, mas não serve para todos. Existem estúdios que contratam ilustradores como funcionários, mas a maioria trabalha de forma independente mesmo. Eu trabalhei 6 anos como ilustradora independente, com firma aberta e emitindo nota fiscal. Gostava muito de ser freelancer, trabalhar de pijama e folgar no meio da semana (em compensação, trabalhando às vezes nas noites e finais de semana), mas cheguei a um ponto da vida onde a insegurança começou a mexer com meus nervos. Então, trabalhei fixa por pouco mais de 2 anos no estúdio do Mauricio de Sousa, pintando as capas dos gibis da Turma da Mônica. Por um período, não fui funcionária registrada lá; eu emitia nota. Depois, fui registrada. Pouco depois, me demiti. É um local muito bom para trabalhar se o que você procura é estabilidade e convívio social – tem muita gente legal por lá e o trabalho é intenso. Mas talvez não seja uma boa escolha para quem busca variedade e independência. Quando voltei aos eixos, percebi que isso tinha mais a minha cara. E voltei a ser freela.

O campo de trabalho de um ilustrador é variado. Você pode se voltar para moda, artes plásticas, design gráfico, ilustração editorial ou publicitária, quadrinhos, desenho animado. Veja com que você se identifica e onde as oportunidades parecem mais interessantes. Faculdade é apenas um caminho; há outros. Pode ajudar ou não, depende de para que área você quer se voltar. Até porque seu cliente não quer ver seu diploma e sim seu portfólio. Se decidir fazer faculdade ou cursos especializados, é bom pesquisar direitinho e conversar com pessoas que tenham feito ou estejam fazendo os cursos que te chamam a atenção. É o melhor jeito de avaliar se eles vão te acrescentar alguma coisa antes de investir tempo e grana neles. Pessoalmente, prefiro cursos livres e intensivos, como cursos de desenho anatômico ou de programas para ilustração. Dei aulas de Photoshop e Pintura Digital na Cadritech, ótima escola de computação gráfica. Não fiz faculdade, não foi atraente para mim, mas para outras pessoas faz toda diferença, se não pelo que você aprende, pelos contatos que faz com outras pessoas da área: seus futuros colegas de profissão, que podem te indicar em lugares e vice-versa.

Para você que ainda não sabe se vai seguir essa profissão, comece já a se informar com esta leitura fundamental: o Guia do Ilustrador. É um arquivo PDF muito bem-escrito por profissionais de respeito da área com a exata intenção de orientar quem não sabe como começar sua carreira em ilustração. Ele tem tudo o que é essencial para você se iniciar. É de graça, aproveite! Para pedir dicas de assuntos específicos, recomendo um grupo de discussão do Yahoo! formado por profissionais de primeira linha, o Ilustragrupo. Lá, se conversa de tudo: dicas de preços, regras de contratos, exposições, cursos, técnicas específicas etc. Tudo que possa interessar a um ilustrador. Mas, antes de sair perguntando, leia o Guia, OK?

Outra boa fonte de informações é o site da SIB – Sociedade dos Ilustradores do Brasil. Não sou filiada à SIB, mas mesmo para quem não é membro há um conteúdo muito útil à disposição, como modelos de contratos de licenciamento de imagens e tabelas de preços.

O mais importante é saber que você pode, sim, se tornar um(a) excelente ilustrador(a), mas nunca vai ser tão fera que não possa ser ainda melhor! Por isso, se decidir mesmo ser desenhista, pratique a vida inteira, observe o trabalho dos outros, teste estilos diferentes, enfim, desenhe, desenhe, desenhe! Boa sorte. 😉

Anúncios

54 comentários sobre “Então você quer ser ilustrador(a).

  1. Seus desenhos com certeza têm uma impressão digital, sou capaz de reconhecer o seu traço até no 3º estágio de alcoolismo.

    Essas incertezas da carreira são tão injustas, tanta gente talentosa que não merece ficar nessa corda bamba…
    Por que fomos escolher tantas coisas com retorno incerto? Porque preferimos fazer o que gostamos.
    É a difícil profissão de quem faz arte num país que importa boa parte de sua cultura, ciência, forma de pensar, etc. Detesto esse estigma de “país colonizado”, quando isso tolhe nossa criatividade e tunga os esforços de desenvolvermos uma identidade e cultura próprias.

    Desejo que as coisas melhorem para todos nós.

    • Cris, mais do que do estilo, acho que essa impressão digital resulta de um vício. É como chegar a uma ocasião social com a convicção de que você vai se comportar direitinho e, na hora, acabar cometendo as mesmas gafes de sempre. A diferença, aqui, é que não dá pra considerar os “toques de autor” como gafes e sim como marcas bem-vindas do condicionamento artístico. 😉
      As coisas vão melhorar para todos nós. Na marra!

  2. Uau, mulher, você manda bem nos desenhos! =)

    Bem, não sei se reconheço um desenho de ilustrador, me ensina a reconhecer um seu? Ou o traço típico de algum artista, além de você. A assinatura não conta, claro…rs.

    • Gi, obrigada!
      Acho que, pra reconhecer de longe o estilo de um ilustrador, só observando bem o trabalho dele. Se você gosta de lançar olhares demorados sobre peças visuais, vai acabar distinguindo aqui e ali aquele nariz anguloso que o autor é viciado em desenhar, aquela mania de fazer pernas grossas, aquela paleta de cores que ele adora usar, aquele jogo de luz e sombra que é típico de seu trabalho – propositalmente ou não. Ou seja, basta acompanhar e prestar bastante atenção. 🙂

  3. Hum, valeu pela dica, Mila. Tudo bem que sou um pouquinho (pouco?) distraída, mas vou tentar reparar mais nos trabalhos visuais… Pelo menos isso é mais fácil que reparar no estilo de um cantor =P
    Tá, agora tô pensando na futura apreciação da música toda hora e aguardando ansiosamente o grande dia…. aaaah!
    Bjos

  4. Pingback: Rapidinhas: Martin Claret investigada por plágio; Profissão Ilustrador; ePub, o novo ebook? | diggs | design gráfico

    • Insane, obrigada! Eu não manjo muito de games. Mas se você está se referindo às splash screens, telas de aberturas, já fiz algumas para jogos de celular.

  5. estava só especulando sobre a profissão na net e entrei no teu site, e achei bem bacana e de grande cinceridade o seu esclarecimento e difinição de ilustrador como profissão.
    posso sem medo dizer que me achei e essa sua simpática resposta me juadou imensamente a definir o mundo da ilustração como profissão.

    um forte abraço e + uma vez obrigado.

  6. seus desenhos sao divinos.
    suas palavras esclarecedoras.
    me da uma raiva que nesta terra tanta gente talentosa se sinta fragilizado pq desenha e quer viver do proprio traço.
    como diz la encima alguem q tudo melhore pra todos

    • Oi, Siusi! Obrigada pelas palavras! Aos poucos cada um de nós vai fazendo sua parte para pintar um quadro melhor do que esse. 😉

  7. Obrigada pelas dicas, tava super procurando saber mais sobre essa profissão =]
    (Só pra constar, vc manda mto bem mesmo ;])
    Então, não sei se vc sabe me dizer (até pq vc diz ali que não fez nenhuma faculdade específica e tal), mas eu fico em dúvida de qual faculdade é mais apropriada pra seguir a profissão de ilustradora… tipo, Design, por exemplo?
    Valeu!

    • Oi, Letícia, obrigada pela visita! Legal que tenha gostado.

      Há ilustradores com as mais diversas formações universitárias (ou sem nenhuma, como é o meu caso). Poderia ser artes plásticas, desenho industrial, design gráfico, publicidade, produção audiovisual e outros que eu nem conheça…

      Se tem a intenção de cursar uma faculdade, acredito que seria bom você listar os cursos que lhe parecem interessantes e tentar conversar com alguém que já os tenha feito para saber qual se adequa melhor ao seu perfil, pessoal e profissionalmente falando.

      Se quer apenas aprimorar suas habilidades artísticas, um curso livre de desenho poderá suprir as suas necessidades. Se você for de São Paulo, há muitas escolas à disposição.

      Boa sorte!

  8. Camila

    Lindos desenhos ; legal responder com orientações a quem quer começar .

    Sempre desenhei …..mas nunca achei meu trabalho assim tão relevante que pudesse viver dele .

    Trabalhie muitos anos no Jornal meio e mensagem na area comercial contatando agencias e editoras ; agora me pergunto se não poderia trabalhar representando os ilutradores que admiro e que gostariam de ser representados ; enfim não estudei o mercado ainda mas sem dúvida jobs simples demais como estes que vc se referiu ……não interessariam ….tbm não sei se gente super hiper mega power respeitada se interessaria …

    Já existem muitos ilustradores internacionais em bancos de imagem ….mas nacionais enfim .pelo que vejo penam para serem contratados respeitosamente e eticamente .

    Quem sabe né ….. se quiser me mande sua opinião vc é antenada e ética .

    marisa Isac

    • Oi, Marisa, tudo bem?
      Por favor, ME DESCULPE! Eu não sei que RAIOS aconteceu que só vi sua mensagem HOJE, beeeeeem mais de um ano depois de você a deixar aqui… Eu realmente não sei o que rolou. Perdão. Em todo caso, se ainda for importante, eu não entendi bem qual é a sua dúvida ou no que eu deveria dar minha opinião. Qualquer coisa, volte a escrever, OK? Um abraço.

  9. Mila, quem diria, pesquisando no google acabei me deparando com esse seu post.. rsrsrsrs..

    Valeu pelas dicas, pela força que vc tem me dado e pela paciencia com esse “iniciante de 30 anos”.. 😉

    cê é foda.

  10. Oi, Camila!

    Eu tava zanzando aqui pelas internets, procurando uma ajuda sobre a profissão de ilustrador e resolvi entrar no seu site. 🙂

    Bom, desenhar e escrever é basicamente a única coisa que eu sei fazer, mas, como eu sei que vida de desenhista não é mole, fiquei em dúvida se seguia por esse rumo ou não, até porque tinha pouquíssima informação sobre.

    Mas agora que li o seu post, estou muito mais interessado e, bem, como eu acho que faculdade ainda é algo que eu tenho que pensar, gostaria de saber se você conhece os cursos livres do Senac, se sabe se são bons, se valem a pena… Se não, há alguns que possa indicar?

    • Oi, Nornum, tudo bem?

      Nunca fiz os cursos do Senac na área de artes visuais, mas há alguns anos fiz o de Revisão de Textos. Gostei muito, altamente recomendavel para quem se interessa pela área. Sobre os de arte eu não posso testemunhar, mas ouço falar muito bem dos cursos do Senac e acredito que sejam ótimos.

      Os únicos cursos que posso recomendar hoje sem medo de errar são os da Cadritech, pois já dei aula de Photoshop e Pintura Digital por lá no curso criado pelo Raul Tabajara e convivi com os profissionais dessa escola. Sem puxassaquismo, a galera lá realmente é fera e prima pela qualidade.

      😉

  11. Muito legal !! Espero um dia me tornar o que tanto espero, uma ilustradora infantil. É muito chão ainda pra percorrer mas só de ler o seu texto já me deu um pingo de esperança 🙂

  12. Oi Camila! Admirei muito o seu trabalho.
    Sinceramente você está de parabéns!
    Eu encontrei seu site pesquisando no Google: “Como começar uma carreira de Ilustrador”.
    E eu te digo que é o meu sonho ser desenhista desde que tinha 5 anos, quando fiz meu primeiro desenho do Sonic, desde lá não parei!
    Hoje faço retratos de amigos, e crio minhas próprias histórias. Comecei um curso de Desenhista Ilustrados pelo Instituto Monitor para aprimorar ainda mais. No entanto infelizmente ainda não trabalho com isso.
    *Acabei de baixar o “guia do ilustrador””
    Uma pergunta:
    Quando você começou sua carreira, como você divulgou o seu trabalho?
    Como que você foi atras e disse : “Eu sou Ilustradora!”?

    • Moisés, primeiramente eu mandei fazer um site com meu portfólio, apostando no fato de que muita gente procura ilustradores pelo Google. Depois espalhei a notícia para os amigos e pedi que espalhassem também. Mais tarde, dispensei o site e passei a usar só meus blogs, que também servem como mostruário. Ao longo do tempo, clientes meus foram me indicando a outros. Assim fui construindo minha rede de contatos.
      Aliás, excelente pergunta, a sua. Vou incluir esta resposta no texto como um “update”. Obrigada!

  13. Boa noite camila estava eu pesquisando sobre ilustradores e como se tornar um foi ai q cheguei ate aqui, li seu texto sobre como ser um ilustrador, bom eu sou designer gráfico, até então so exercia trabalhos como sesigner, animador e modelador 3D, mas rescentemente, tipo a um mes descobri uma paixão por ilustrações, nossa vi que é muito prazeirozo viajar na folha de papel, então passei a fazer as minhas ilustrações, essa nova descoberta me levou a fazer hj a minha 10ª ilustração, meu problema é que eu queria uma opinião, dicas e conselhos a respeito das minhas ilustrações, rescentemente mostrei duas ilustrações que ja estão pintadas, para um ilustrador no qual o nome não vem ao caso, pedindo uma dica e um conselho, mas até então não tive respostas, se por acaso vc tiver interesse em dar uma olhadinha é só me falar, eu te envio via email ou se eu conseguir terminar meu blog te mando o link, muito obrigado, atualmente curso Computação gráfica na SAGA em Recife-PE.

    • Oi, Graciliano, eu não me considero a melhor pessoa para avaliar o trabalho de outros ilustradores. Sugiro que você monte um blog ou um álbum em rede social ou entre no grupo online de ilustradores que eu sugeri em meu texto. Assim, você tem chances de chegar a mais pessoas e colher as opiniões daquelas que tiverem algo de construtivo a lhe dizer. Boa sorte!

  14. Camila, meus parabéns! Vc manda muito bem mesmo! Sou formada em artes plásticas desde 2006, mas não atuo na área… Fiz um curso técnico de estética mas não estou feliz como esteticista…Gostaria de trocar umas idéias contigo! Posso manter contato com vc? Meu email é: maramodolo28@hotmail.com

  15. olá Camilla, gostei muito do teu trabalho como ilustradora, moro em brasília e não sei nem qual curso procurar por aqui, quero fazer ilustração principalmente de livros qual seria o curso certo nesse caso?bjooo

    • Clarissa, desculpe, mas eu precisaria conhecer um curso em Brasília para saber se é indicado para o que você quer. Moro em São Paulo. Só posso indicar que você observe muito o mundo à sua volta, observe o trabalho de outros ilustradores de livros (uma visita à livraria mais próxima pode ajudar nisso) e desenhe muito, o tempo todo, desenvolvendo um estilo pessoal. Boa sorte!

  16. Estou cursando Design Gráfico e estou me amarrando, totamente envolvido em tudo isso. Só queria parabenizar mesmo teu trampo, achei demais, acabei de conhecer uma bela inspiração a seguir. Eu não sei bem mexer com os programas e tal, mas gosto de desenhar since ever. To começando a fazer umas paradinhas em programas de desenho, vê o que acha https://www.facebook.com/media/set/?set=a.479146238806894.1073741827.100001345671249&type=3
    Outra coisa. Queria saber como tu faz, tipo, esses dois primeiros desenhos, que da pra ver que não é vetor, tu fez como? Qual programa?
    Beijos, e boa sorte na tua vida, rs.

    • Arthur, o primeiro desenho do post foi feito com caneta Stabilo sobre papel sulfite comum. O segundo foi feito no Photoshop, usando uma tablet (na época eu tinha a Graphire 4 da Wacom).

  17. gostei muito de seus desenho e dos comentários que postou. achei muito legal espero conseguir o tom de profissionalismo que vc tem valeu.

  18. É a primeira visita que te faço….e adorei – teu texto, teu desenho e tua disposição a ajudar. Só posso dizer “parabéns”, principalmente por conhecer a vida de freela muito bem (sou uma designer gráfica desiludida com a profissão). Te desejo muito sucesso e, se não for audácia minha, peço que me aceite como amiga de facebook. Adoraria estar em contato com teu trabalho.

  19. Gostaria que alguém me ajudasse a ilustrar meu livro,eu o escrevi faz quase um ano,estou traduzindo para o japonês,mas ainda não encontrei alguém que saiba desenha meus personagens ,poderia me dar uma dica?

    • Rosana, minha dica é que você procure ilustradores com o estilo que você deseja na internet e peça orçamentos. Formas de encontrá-los: Google, Deviantart.com, SIB (Sociedade Brasileira de Ilustradores).

  20. EU DESENHO MUITO BEM,DESDE QUE ME ENTENDO POR GENTE CRIO PERSONAGENS,SE VC FALAR QUALQUER COISA ,EU IMAGINO E DESENO…NUNCA TRABANHEI COM ISSO, SÓ SEI DESENHAR…JÁ ESTOU COM 33 AOS E SINTO GRITAR EM MIM A VONTADE DE GANHAR A VIDA COM ISSO,NUNCA FIZ CURSO DE NADA RELACIONADO A ILUSTRAÇÃO. MEU ULIMO EMPREGO FOI DE TELEATENDENTE .

  21. Gostei muito das tuas dicas Camila. Estou buscando informações porque quero trabalhar como ilustradora e estou sentindo na pele o quanto é difícil encontrar “o caminho das pedras”. Quem já trabalha na área não dá informações claras e precisas, enrla e não diz nada, pelo menos aqui em Porto Alegre é assim (sou do RS). Inclusive alguns sites trazem um blá, blá e no final, informação quase nenhuma. Vou atrás das tuas indicações, esperando lograr sucesso. Abraços

  22. Ai, amei a matéria, tem tanta coisa boa pra acessar, foi tão informativa, esclarecedora, tudo! Eu amo desenhar, termino esse ano e não fazia ideia do que fazer. Sabe quando vc faz um pouquinho de cada coisa, mas ñ sai nada muito preciso, sem técnica, muito básico? Mesmo sendo assim, acho que de todas as coisas que eu faço, minha favorita e a que sai melhor é o desenho. Quando eu não tenho a regra, mas não tenho a dúvida, onde as coisas vão bem, me expressam, o desenho é isso pra mim. Eu costumava fazer retratos, mas travei, mas o desenho de figuras, das imagens que vem da minha mente, fluem muito mais leves. Ainda não tenho certeza, mas a ilustração com certeza se tornou escolha para mim. A escolha capaz de substituir todas as outras. Cara, acho que me encontrei T.T sério, precisava ler isso, minha amiga já tinha me falado pra eu tentar ser ilustradora, não sei se eu realmente levo o jeito, se é pra mim, mas estou disposta a mergulhar de cabeça na pesquisa. Muito obrigada ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s