Nua pensativa

De vez em quando…

01. Tenho um desejo de largar um barco e ir navegar com outro, mesmo que na nova nau eu continue remando quase na mesma direção. É por isso que após alguns anos eu desativo um blog e começo outro. É como mudar o corte de cabelo: você continua o mesmo, mas se sente bem diferente. 😉

02. Todo ilustrador, especialmente quando passa tempo demais desenhando para clientes e pouco para si mesmo, tem uns siricoticos e precisa parar pra rabiscar por conta própria. É como se as imagens que estão em sua cabeça exigissem saltar para fora, mesmo que sejam 4 da manhã. Não sou diferente. Felizmente minha fiel tablet está sempre à mão. 🙂

Portanto:

01. Estou desativando meu antigo blog de ilustrações do Blogspot, convertendo-me inteiramente ao WordPress e inaugurando nele meu novo portfólio online. No blog antigo eu mais falava que publicava, rs. Como meu blog de escrita é este aqui, o novo eu vou deixar apenas para meu trabalho de ilustração. Só portfólio. Sem falatório.

02. Tive um siricotico numa madrugada de abril, fiz um nu artístico e estou inagurando o blog com ele. É legal desenhar de vez em quando sem nenhuma referência ou mesmo compromisso com qualidade – além de ser meio que terapêutico, às vezes os trabalhos mais interessantes saem assim… Mas sou organizada e, sempre que pinti em ambiente digital, divido o processo em layers. O que me possibilita publicar lá – e aqui – um PAP (passo a passo) da pintura com o resultado final.

Eu quis desenhar uma mulher que, sem ter as características convencionalmente consideradas atraentes, ainda assim despertasse um senso de beleza. Funcionou, pelo menos para mim. Fica como um convite para que vocês visitem também meu novo espacinho virtual, OK?

Nua pensativa: passo a passo
PAP nua pensativa

nua pensativa

Depois do comentário da Vivi, me senti na obrigação de demonstrar o que eu acredito ser uma beleza convencional, idealizada. Eis a moça, feita ainda agorinha:
Nua pensativa2

Não que eu esteja me queixando da aparência dela! Eheheh.

Anúncios

33 comentários sobre “Nua pensativa

  1. “Eu quis desenhar uma mulher que, sem ter as características convencionalmente consideradas atraentes…”
    Ué? Mas pra mim ela está perfeita!! o_O
    Vou linkar teu portifólio no meu blog, ok?
    bjokonas

  2. Vivi, então meu plano deu certo! Ela é uma garota bonita-normal, que a gente poderia ter visto na rua, não uma deusa de capa de revista, com barriga colada nas costas, bracinhos mega-sarados, glúteos divinos e peitos antigravitacionais tamanho XL, saca?

  3. Ela está, hum, você sabe, “apetitosa” =P
    Meu, cê leva jeito para desenhar nus hein? Me desenha? Heauehaueh. Claro que tô brincando, tenho vergonha! rsrs

  4. bacanal… seria legal fazer também uma versão com uma mulher sem cintura…mais cheinha e quadrada. Que acha?

  5. Certo, Gi: qual delas?
    (Siiiiiiiiim, eu adoro pôr as pessoas em sinucas… rs).
    Ah, você tem vergonha? Que pena, eu nunca encontro quem aceite posar pelado pra mim de boa. Anytime, babe. 😉

    David, querido: é uma pusta idéia, quem sabe um dia eu consiga ampliar meus horizontes o suficiente pra isso. Rs!

    • Ah, as duas são legais, pô! Em matéria de mulheres, não tem porque recusar duas apetitosas… rs.
      Ok, um dia tiro a roupa procê desenhar =P

  6. Diálogo via Gtalk:

    Camila: mas seja franco, qual das duas vc prefere?
    David: as 2 juntas e com creme de amendoim

  7. Camila,
    caracoles, você desenha, pinta, escreve, publica… realmente as musas foram pródicas com você, meus parabéns ! 🙂

    Quanto aos desenhos, eu acho o primeiro modelo mais interessante; as pequenas “imperfeições” humanizam e dão um calor humano a figura feminina; perfeitinha demais fica parecendo boneca de plástico :))

  8. Jorge, eu sou muuuuuuuuuuito suspeita pra falar, mas sempre fui de procurar beleza na imperfeição.

    Quando aquela pessoa lindíssima, quase divina, finalmente tira a roupa na sua frente você percebe aqui e ali uma dobrinha, gordurinha, mancha, ruga etc., enfim, as coisas que na natureza nos distinguem – e ao mesmo tempo nos aproximam – uns dos outros. Não sei se é só comigo, mas nessa hora sinto uma estranha satisfação ao perceber que aquela criatura é de verdade, de carne e osso; é uma pessoa com história e características próprias, não um conceito inalcançável. É alguém de quem você pode se aproximar sem medo. E nem a sua beleza nem a sua noção da própria beleza são menores por isso. Estranho: talvez valham ainda mais.

    Ou isso é desculpa de artista xarope e complexada. Vai saber! Huahahahah.

    Obrigada pela sua visita e pelas suas palavras!

  9. Este mundo está mesmo muito carente de olhares não-convencionais sobre a beleza.
    Estou enfadada de ver essas modelos de passarela esfomequéticas; atrizes de cinema loiras, altas, esbeltas e de olhos azuis; as sempre gostosonas e peitudas heroínas de quadrinhos saídas todas da mesma fôrma; sempre aquelas mesmas “mulheres estonteantes” de capa de revista, com os cabelos esvoaçantes e lábios de boquete…

    O consumismo gerou uma estética própria (quanto mais cosmético vender, melhor) e uma equação impossível de “coma McDonalds + seja magra, leve e linda” (consulte um cirurgião plástico hoje mesmo!). Quem conhece um pouco de Photoshop (né, Mila?) sabe que a publicidade trabalha com simulacros de divas, e não gente de verdade. Isso é um tanto insuportável, não acha?
    Me pareceu interessante a campanha iniciada pela Dove, dá uma olhadinha no vídeo:

    Ficou linda a sua musa, Camila. Gostei bastante dos lábios e do corte de cabelo. Não trocaria pela garota de baixo 🙂

  10. Isso aí, temos é que valorizar a estética humana com seus defeitinhos charmosos, não a photoshopeada!
    Logo nas livrarias: Nus artísticos sem photoshop por MilaF rs.
    Pode ser eu na capa do livro? =P

  11. Acho que o osso do lado de dentro do braço está saliente demais (geralmente é contrário) e que isso causa impressão de que o braço é curto demais, mesmo tendo medida certa ou que a mão é grande demais.

    Volume nos seios, bumbum não faz de uma mulher mais bela que outra, mas sim as curvas delicadas.

    Enfim, eu achei bem mais agradável a primeira versão do que a segunda.

    • Jae, muito obrigada, esse tipo de comentário é importante também! E você deve ter razão, afinal desenhei sem referência nem muito compromisso, e dessa forma o risco de erro é sempre maior.

  12. =DDDDDDDDDD
    Desculpe, Cam, mas eu não gosto de silicone…
    Continuo preferindo a moça de cima!
    Silicone é muito duro!! Vc já apalpou alguma vez?
    No mundo da dança (principalmente da dança do ventre) a gente vê uma variedade imensa de corpos de mulheres.
    E muitas vezes, a que tem “corpão” não encanta tanto quanto uma mais cheinha que dança cheia de emoção e sensualidade.
    É claro que é hipnotizante ver uma “gostosona” dançando (eu tb fico hipnotizada) mas isso não desmerece as outras que não estão muito em forma.
    O que importa é a postura, é notório quando uma mulher se aceita completamente, fica impresso no sorriso e no olhar.
    Concordo totalmente com a Cris (eu tb amei a campanha da Dove, da “beleza real”).
    Acho que o plástico, o artificial, é belo sim, mas acredito que a beleza mesmo está em ser mulher.
    E cá entre nós, homens gostam de mulheres e ponto! rsrs
    Sejam cheinhas, magrinhas, baixinhas, altonas, loiras, morenas, ruivas, japas…
    Eles não sabem diferenciar uma ruga de uma estria e se vc fala em celulite, eles nem sabem direito do que se trata (a não ser meus amigos gays que vivem me enchendo o saco). rsrsrs
    Adoro seus desenhos! 😉
    bjokonas

  13. Cris,

    “Lábios de boquete” foi ótimo, rs!

    Minha pouca experiência com publicidade me ensinou uma coisinha essencial: ninguém vende a realidade, vendemos apenas sonhos. E infelizmente é isso mesmo que as pessoas querem comprar. Ou não haveria um mercado de retoque fotográfico como o que temos hoje, que em vez de remover uma espinha ou manchinha ocasional promove a eliminação total dos poros, dobras e demais sinais da pele humana. É de rir. E quem sabe como faz ri ainda melhor, rs.

    Esse comercial da Dove é ótimo. É uma das coisas que eu gostava de mostrar aos alunos do curso de Photoshop. Primeiro eu mostrava as técnicas absurdas para retoques irreais (que eles precisavam aprender porque podiam ser solicitados a fazê-los), depois mostrava esse vídeo. A mensagem era: sempre que possível, façam suas próprias escolhas estéticas. 😉

    • “…e infelizmente é isso mesmo que as pessoas querem comprar. Ou não haveria um mercado de retoque fotográfico como o que temos hoje, que em vez de remover uma espinha ou manchinha ocasional promove a eliminação total dos poros, dobras e demais sinais da pele humana…”

      Será mesmo, Mila? Tenho minhas dúvidas se o desejo das pessoas faz o mercado ou é o mercado que faz o desejo das pessoas. Tenho sérios motivos para acreditar na segunda opção.

      A propósito, gostei muito de ambos os desenhos. Sou como o David, curto a variedade e pode ser com amendoim…rs
      Não sei explicar o porquê, mas adoro quando mulheres nuas são desenhadas por mulheres. Acho que é a curiosidade de ver como elas se retratam, já que parece haver mais homens fazendo desenhos de nus que mulheres.

      Belíssimos trabalhos. Tens muito talento!
      🙂

      • Pode ser, Tetsuo. Minha opinião sobre isso não é inflexível, estou aberta a argumentos melhores. 😉
        Obrigada pela mensagem!

  14. Gi,

    Você na capa? Beleza, a modelo já temos, agora só faltam uma câmera decente e uma fotógrafa decente, porque eu só sei mesmo desenhar, ihihih!

  15. Vivi,

    Nunca peguei num peito siliconado e acho que não colocaria – sei lá, creio que não me daria motivo de orgulho, sabendo que aquilo não é realmente meu, rs. Mas não julgo quem faz essa cirurgia, pois cada uma sabe onde lhe aperta o calo e onde lhe folga o sutiã (rs!). Às vezes só uma atitude drástica como essa pode aliviar a auto-imagem de uma pessoa. Às vezes, infelizmente, nem isso.

    Você deve estar certa, afinal dizem que a auto-confiança é o melhor afrodisíaco. 😉

  16. Gunslinger,

    Criatividade? Não é pra tanto, pois é só um nu artístico. Sem grandes idéias no momento, rs. Já capacidade eu defino como anos de prática. E ainda tem chão!

  17. Agradeço muito a todos pelas visitas e comentários!

    Agora me resta apenas uma dúvida… Se todos concordamos que a beleza está na diversidade, que a atitude é mais importante que uma barriga sarada, que o natural é preferível ao idealizado, então, quem são as pessoas que compram a Playboy para ver peitões siliconados e coxas photoshopadas? Quem é que compra cosméticos porque acredita que vai ficar igualzinha àquela modelo escultural com pele de seda? Quem é que sustenta esse mercado da beleza irreal?

    Amigos, acho que nós moramos em Plutão.

    Beijos!

  18. =) admito que não li todos os comentários, mas li os primeiros e os últimos…
    é, ou vivemos em Plutão ou mentimos… Ou os dois né?
    De qualquer jeito, concordo com você ao dizer “as coisas que na natureza nos distinguem – e ao mesmo tempo nos aproximam – uns dos outros. ” quando fala dos detalhes no corpo das pessoas.
    Sou fotógrafa e estou com um projeto de ensaios de nu artísticos…e é um sufoco conseguir mulheres que queiram ser fotografadas, ainda mais nuas. E deixo bem claro, estou a procura de belezas distintas e de preferência fora dos padrões de passarela…. Sem photoshopeadas astronômicas.

    Enfim…eu acredito que os detalhes de cada pessoa têm sua própria beleza, que o conjunto desses detalhes constituem a beleza daquela pessoa. O olhar, a maneira como mexe as mãos, o tom de voz…

    Abraços, vou acompanhar seu blog, pois adorei.

    Abraços!

    • Nathalie, seu comentário valeu uma resposta em particular. Vê seu e-mail depois, tá? Valeu pela visita. ;-D

  19. Pingback: Lambrusco, fotografia e mulher pelada «

  20. Nossa vei ficou ótimo mermo!!Tbm desenho,corro atrás de alguém q pouse nua pra mim numa boa em nome da boa arte. Algo escutural sabe!?E ñ corpos artificiais >Algo natural assim igual ao seu<Ficou demais.. Já fiz algumas tentativas mas ainda é uma desafio!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s