10 clipes que você precisa ver

Gosto de olhar para gente bonita tanto quanto qualquer outra pessoa. Mas dá no meu saco ligar a TV e só ver clipes sem nada de novo, com cantores divinamente lindos e rebolatórios. Com a quantidade de músicos que surgem e desaparecem a cada dia, não é fácil se sobressair baseado apenas no desempenho musical. Visual e atitude também contam. Mas tudo padronizado? Onde foi parar a criatividade?

Garimpando por aí, encontrei algumas bandas que investem em idéias originais. Divido com você algumas das que conheço. Para que não se diga que sou parcial, minhas bandas favoritas ficaram de fora desta seleção. Os clipes foram escolhidos por serem experiências visuais memoráveis. Por isso, se não quiser ou não puder ouvir as músicas, não há problema (viu, Gi?). Vai poder curtir do mesmo jeito. E, como são 10 clipes, recomendo assistir enquanto toma um lanchinho. 😉

01. Yendo a la casa de Damián
El Cuarteto de Nos é uma banda de rock uruguaia que se caracteriza por letras complexas e divertidas em espanhol – e clipes que lhes fazem jus. Este aqui passa-se todo em um ambiente virtual que imita a aparência do Second Life, sistema de realidade virtual no qual o usuário cria avatares cenários inteiros, como casas e escritórios, interagindo das formas mais diversas com outros adeptos. Depois que assistirem ao clipe, aproveitem para visitar o site da banda, bastante interessante.

02. Ya no sé qué hacer conmigo
O Cuarteto merece mais um clipe nesta lista pela originalidade com que conduz seus vídeos. Vá lá, quem conduz é o diretor, mas não consigo descobrir o nome do cara. Então, fiquem com este excelente clipe que é praticamente feito apenas com tipografia – levando a um resultado surpreendente e dinâmico.

03. Her morning elegance
O músico israelense Oren Lavie co-dirigiu o curioso clipe que utiliza stop motion, técnica de animação que emprega fotografias em seqüência de bonecos. Só que, em vez de modelos de massinha, aqui se utilizam uma atriz e objetos reais. Um vídeo encantador e com muita personalidade.

04. Du riechst so gut
O Rammstein é uma das bandas germânicas mais conhecidas mundialmente, o que é bastante admirável considerando que a maior parte de suas músicas é cantada em alemão mesmo. Independente de você gostar ou não do rock dos caras, bastante agressivo e com um pé fincado no industrial, aposto que vai apreciar um ou dois clipes da banda. Em Du riechst so gut há uma releitura da história da Chapeuzinho Vermelho com ar de filme de horror (você não leu errado; esqueceu que Chapeuzinho é originalmente uma história de terror?). Uma sensual moça de vermelho cavalga apressada por dentro de um bosque rumo a um baile de máscaras. No trajeto, enxuga o suor do rosto com um lenço, que deixa cair pelo estrada. O lenço é recolhido por um homem de olhos vermelhos – “é o lobo, é o lobo!” – que passa a segui-la pelo faro até a festa, numa alusão ao título da música, que significa “você cheira tão bem”. O lobão é vivido em seqüência pelos seis integrantes da banda, inteiramente pintados de branco. Os efeitos especiais são extremamente mecânicos, remetendo ainda mais à atmosfera dos velhos filmes de terror. Bizarro!


Se ficou curioso quanto à letra, veja aqui uma versão com legendas em português.

05. Rosenrot
Mais uma do Rammstein. Seis padres chegam a uma adorável vilazinha européia no meio das montanhas. É dia de festa, os aldeões os recebem com alegria, comem, bebem e dançam. No meio da brincadeira uma linda mocinha atrai os olhares de um desses padres. É ela a rosa vermelha do título, e “ela sempre consegue o que quer”. Em meio a pesadelos e sessões de autoflagelo, a mocinha seduz o religioso e faz com que cometa um crime terrível. Uma história de tentação, desejo, culpa e expiação. Ótimo! Veja o clipe como se fosse um curta-metragem que não precisa de uma única palavra para ser compreendido.


Clique aqui para ver uma versão com legendas em português.

06. Sledge Hammer
Muito antes da era da computação gráfica e dos efeitos especiais poderosos, Peter Gabriel tinha alguns dos mais criativos clipes musicais. Sledge Hammer foi gravado em 1986 utilizando stop motion com diversos objetos: massinha, frutas, frangos depenados (?), tecidos, gente de verdade… um clipe que prende a atenção e faz sorrir. Se você for da minha geração ou da anterior, deve tê-lo visto no Clip Trip da TV Gazeta. Se não, faça isso agora mesmo!

07. D.A.N.C.E.
A dupla francesa Justice tem um som eletrônico muito estiloso. Para combinar com isso, o clipe de D.A.N.C.E. traz uma louca seqüência de camisetas com estampas em movimento e imagens sobrepostas. Só vendo para entender. Então veja!

07. Push the TempoAcelere o ritmo (ou coisa assim…)
Fatboy Slim é o cara que não podia faltar aqui. Todos os seus clipes, sem exceção, são originais. Push the Tempo, além de ser um som eletrônico feito sob medida para pular feito condenado, traz em seu clipe uma história engraçadíssima sobre uma misteriosa fita cassete que, ao ser tocada, obriga todo mundo a dançar. Mas nada de passinhos estilosos aqui. O mané que recebe a tal fita via correio a leva para tocar em uma feira popular, onde o resultado é catastrófico: pessoas se contorcendo, ovos caindo, verduras voando, policiais correndo… Desperdício de comida à parte, não dá para não rachar de rir.

08. Elektrobank
Neste clipe da dupla inglesa The Chemical Brothers , Sofia Coppola interpreta uma jovem atleta em uma competição de ginástica olímpica na qual, sob os olhares frios dos juízes e os invejosos das rivais, ela deverá provar que é a melhor. Um clipe com atmosfera de filme já velhinho, típico de sessão da tarde, no qual o foco não está na sensualidade da protagonista e sim no seu momento de glória. Marca pontos pela simplicidade e a beleza com que é dirigido pelo consagrado Spike Jonze. Os Chemical Brothers têm por hábito usar boas protagonistas femininas em seus clipes e, se você gosta disso, recomendo caçar outros no Youtube. Enquanto isso, fique com Elektrobank:

09. The test
Só para provar o que já disse, está aqui outro clipe dos Chemical Brothers com Richard Ashcroft, do The Verve. Psicodélico, mostra uma garota no fundo do mar enquanto criaturas nadam à sua volta. Depois ela emerge numa praia e seu corpo começa a se desfazer em fumaça. Depois um celeiro cai em cima dela. Depois…bom, é completamente lisérgico. Have fun!

10. Body movin’
Os Beastie Boys são três judeus americanos que cantam hip hop e têm clipes divertidíssimos. Meu preferido é Body Movin’, uma sátira aos filmes de ação e espionagem tipo 007, nos quais todo tipo de marmelada pode acontecer. Este clipe leva o gênero às últimas conseqüências, com um herói estabanado, vilões engomadinhos, lutas de espadas, fugas mal-resolvidas e efeitos especiais ruins. Chega a dar vergonha de tão (propositalmente) tosquinho. Assista!

Anúncios

25 comentários sobre “10 clipes que você precisa ver

  1. Oi, Mila. Legal a discotecagem 😉

    Depois eu vejo e ouço com atenção mais clipes.

    Queria te convidar a publicar uma ilustra no meu blog. Comecei uma série de postagens de caricaturas, charges, tiras, desenhos com inspiração fantástica por lá.

    Gostaria muito de poder contar com algum trabalho seu, republicar algo de seu outro blog, p. ex.

    Beijo

  2. Hey camila, gostei da lista.
    nossa eu tava doida atras daquela muisa D.A.N.C.E. mas eu nem sabia o nome ou quem cantava. ^^
    vlw
    bjks

  3. Oi Mila! Valeu pelas dicas em espanhol. Qqer outra dos hermanos é muito bem-vinda!
    O Du riechst so gut eu estava há anos tentando descobrir o nome da música. Vi esse clip na TV uma vez nem sei onde, ele tem tempo né? Me lembro de ser moleque ainda rs. E que o Rammstein dizia na época que preferia investir tudo num clip bom por CD do que fazer meia-boca só pela quantidade.

    Beijos!

  4. Romeu, obrigada pelo convite! Vou separar alguma coisa legal para enviar, tá?

    Lu, que coincidência, hein? Fico feliz por você ter encontrado sua música aqui.

    Cris, fico feliz por compartilhar dessa empolgação!

    David, você já conhecia todos… rs.

    Eric, o clipe é do final da década de 90, se não me engano. Mas só fui conhecer depois de 2000. Se eu tivesse visto isso na época, na minha adolescência, provavelmente o Rammstein teria virado de uma hora pra outra minha banda preferida. Rs! De todo modo eu concordo, melhor fazer uns 2 ou 3 clipes fodásticos do que gravar um monte de bobagem só pra passar na MTV.

    Valeu, pessoal!

  5. Valeu pelas dicas, mana!! Eu me lembro de você já ter me mostrado alguns quando morávamos em “Paristuba”.
    Realmente, são demais!! Demonstrações de que é possível ter muita criatividade para criar clipes!

  6. Oi, Camila,

    vi os clipes que indicou e adorei o “Ya no sé qué hacer conmigo”, do Cuarteto. Maravilhoso! Obrigada por compartilhar.
    Também estou lendo seus contos e estou gostando. Parabéns, moça.

  7. Pingback: Três clipes não-oficiais que você precisa ver «

  8. é provável que já saiba, mas além do Body Movin, o Bestie Boys já havia feito algo parecido em “Sabotage”, parodiando os seriados policiais dos anos 70, o diretor do clip? Spike Jonze, de “Onde vivem os monstros” e “Quero ser John Mlacovich”

  9. olá. No clipe do Rammstein (du riechst so gut), ele foi inspirado no livro O Perfume, cujo o mesmo está disponível em dvd. se não assistiu, assista! não vai se arrepender. abraços.

    • Oi, Reiner! Eu não sabia disso, mas se parar pra pensar faz sentido, rs! Assisti a “Perfume” no cinema. Premissa muito interessante, ótimo filme, mas detestei o final. Beijão.

  10. Pingback: 6 músicas que me fazem chorar feito uma carpideira «

  11. Parabéns pela postagem Camila, estava a procura do clipe Push the Tempo; vi ele nos monitores de uma casa de show aqui da minha cidade, como só mostra os videos sem o som fiquei curioso para saber que musica que tocava, mas não sabia o nome do clipe nem do artista e procurei até achar esse blog. Valeu muito também pelos outros 9 clilpes interessantes. Sucesso pra vc.

  12. Eu Gosto De Um Clipe Antigo Do Trio Norueguês “A-Ha”.Eles Viram Personagens De História Em Quadrinhos Com Um Efeito Show(porém Simples).Assistam.É Massa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s