Estamos da Idade das Trevas

Todo mundo já sabe, certo? Menina de nove anos é sexualmente molestada pelo padrasto, engravida – detalhe, de gêmeos – e, por conta de riscos à sua saúde física, como se não bastasse o óbvio trauma psicológico de carregar essa memória e esses rebentos concebidos na violência, é necessário – e a Lei brasileira apóia – que ela aborte. A Igreja Católica, na pessoa de Dom José Cardoso Sobrinho, arcebispo de Olinda e Recife, excomunga a menina, sua mãe e os médicos responsáveis pela operação.

E que tal excomungar o estuprador? Segundo o arcebispo, o criminoso não é passível de excomunhão. Em suas próprias palavras, “o padrasto cometeu um pecado gravíssimo”, mas o aborto é “mais grave do que isso” (o estupro).

O presidente Lula apoiou a decisão médica e, católico, lamentou a postura do bispo de Recife.

Faltam apenas dois dias para o Dia Internacional da Mulher, instituído em 1910, e pela primeira vez me detenho para pensar nessa data que para mim jamais foi significativa. Sou de uma geração na qual, graças aos esforços das feministas que nos antecederam, a grande maioria das mulheres foi privilegiada com muito mais escolhas pessoais, profissionais e políticas do que a geração de nossas avós ou mesmo nossas mães. Muitas de nós nunca precisaram peitar convenções machistas. Eu me pergunto, apesar disso tudo: o que é que mudou nesses últimos quase 100 anos? Mulheres – meninas – ainda são coagidas, reprimidas, violentadas e condenadas por supostas autoridades sociais, cegas ao apelo do bom senso e da individualidade. Eu não compreendo de onde vem esse amor pela opressão. Não entendo essa autoridade que, com tanto poder para criar, prefere destruir.

É oficial, amigos. Voltamos à Idade das Trevas.

Se é que tínhamos mesmo saído dela.

Lula critica excomunhão e defende medicina em aborto de menina

Plantão | Publicada em 06/03/2009 às 16h13m
Reuters/Brasil Online

SÃO PAULO (Reuters) – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira que a medicina está mais correta do que a Igreja, referindo-se à polêmica levantada em torno do aborto feito em uma menina de 9 anos, estuprada pelo padrasto.

“Não é possível permitir que uma menina estuprada por um padrasto tenha esse filho, até porque a menina corria risco”, disse Lula a jornalistas durante evento em Vitória, no Espírito Santo. “Eu acho que, neste aspecto, a medicina está mais correta que a Igreja”, afirmou.

Na quarta-feira, o arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, anunciou a excomunhão da mãe, dos médicos e das pessoas envolvidas no aborto, feito com base legal na quarta-feira em uma maternidade pública da capital pernambucana.

Os médicos que conduziram o aborto disseram que a gravidez, de gêmeos, representava um risco para a vida da menina.

A lei brasileira autoriza o aborto em caso de estupro ou quando a mãe corre o risco de morrer, mas o arcebispo justificou a excomunhão alegando que “a lei de Deus está acima de qualquer lei humana”.

“Eu estou dizendo que a medicina está mais correta que a Igreja, e a medicina fez o que tinha que ser feito, salvar a vida de uma menina de 9 anos”, afirmou Lula, segundo . “Como cristão e como católico, lamento profundamente que um bispo da Igreja católica tenha um comportamento, eu diria, conservador como esse.”

Nesta sexta-feira, porém, dom José Cardoso Sobrinho voltou a defender a medida, mas disse que o padrasto não seria passível de excomunhão.

“Esse padrasto cometeu um pecado gravíssimo. Agora, mais grave do que isso, sabe o que é? O aborto, eliminar uma vida inocente”, disse ele a jornalistas.

O chefe do Conselho Pontifício do Vaticano para a Família, Gianfranco Grieco, afirmou ao jornal italiano Corrieri della Siera que a decisão do arcebispo foi correta.

A menina deixou o hospital nesta sexta-feira e seria encaminhada a um abrigo, em local não divulgado.

(Por Fabio Murakawa)

(Agradecimentos ao David pelo envio do link.)

Alguém me excomungue, pelo amor de qualquer deus. Eu não quero fazer parte disso.

Anúncios

6 comentários sobre “Estamos da Idade das Trevas

  1. Estou abismada com o nível de ignorância de certas religiões… e essa notícia é simplesmente estarrecedora que nem sei o que dizer.
    Estupidez sem limites mesmo 😦

  2. O Arcebispo disse que o Lula deveria se informar melhor com um teólogo. Mas sabe, Cris, eu acho que o Arcebispo está certo. Quer dizer, ele falou uma burrice sem tamanho e é muito falar do estupro alheio né. Pimenta nos olhos dos outros. Por outro lado religiões são tão anacrônicas, não podemos esperar modernidade. Não podemos esperar que alguém que usa um falso poder para se fazer dentro de um grupo e massacrar quem está fora fale alguma coisa relevante e baseada em bom senso. A igreja católica e as outras religiões têm suas posições. Nunca mudarão. As pessoas é que têm que mudar… ficara muito, mas muito feliz, se alguns católicos se chocassem com a atitude repugnante do Arcebispo (já apoiada pelo Papa) e largassem a religião. Curiosamente o médico era católico.
    Bjss!

  3. A lei brasileira autoriza aborto em caso de estupro ou a mãe correr risco de vida, blz existem mesmo inumeros motivos para ambos. A igreja tem o seus direitos ao criticar, mas uma coisa que não consigo entender da atitude do arcebispo é: ele excomunga o médico, a mãe e a menina pelo aborto, por ter eliminado uma vida inocente, mas… e se a menina morresse??? Pô, 9 anos, eu choro qdo tenho colica, sem contar q aos 9 ainda brincava de boneca. Se ela morresse nesse processo, até pelo parte dos 9meses com enjoos, corpo modificando (pela idade e pela gestação) e o parto (SE chegasse lá) a mãe q autorizasse não estaria assinando a sentença de morte da filha? o Médico naõ estaria apoiando tal loucura pois as chances de sobreviver ai são minimas (ao meu ver)??? Eles não estariam tirando uma vida humana, já regrada, vivida? O padrasto, com a menina vivendo ou não, já não teria destruido pelo menos uma vida? e está de boa, ainda é filho fiel?… PQP… Uma coisa é ser catolico e seguir as leis de Deus, outra é ser idiota TOTAL e nem um pouco humanitario… enfim, se o arce não é humanitário q po….. ele ta tentando fazer com aquela batina? Refrescar as partes baixas nesse calor?? Só pode, pq tentar levar a paz, o bem e o amor (essa q devia ser a ideia) q não é…
    Esses seres que me desolam total… Depois ninguém entende pq não vou à ingreja.

    humpf.. desabafei…

    Gracias pelo post Ca.
    Beijos

  4. Eu não sou contra as religiões. Por atrasadas que possam parecer, elas ainda são para muita gente a única fonte de conforto e esperança. Se é uma esperança “burra” ou não, é um mérito no qual não me cabe entrar. Eu sou contra, isso sim, as autoridades religiosas. Não dá pra ser favorável a algo que usa a fé como ferramenta de opressão.

    Infelizmente, num mundo onde a maior parte da população tem preguiça de pensar por si própria, eu, atéia que sou, ainda acho que a religião é um mal necessário. :-S

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s